Vídeo de PMs jogando Taco com crianças carentes viraliza na Internet

"Não podemos perdê-las para o mundo do crime", diz um dos soldados

Era mais um dia aparentemente normal de patrulhamento, em em Juína (MT), a 690 km de Cuiabá (MT), quando crianças avistaram os policiais militares e os chamaram para participar da brincadeira conhecida como Bets, ou o antigo Taco, muito comum nos anos 90, que consiste em usar um cabo de vassoura ou um taco para rebater uma pequena bola que é arremessada, enquanto os arremessadores tentam derrubar garrafas pet protegidas pelos rebatedores, ou fazer a bola passar entre elas, dependendo da variação do jogo.

Os agentes da Polícia Militar (PM) de Mato Grosso aceitaram o convite, brincaram com as crianças, visivelmente alegres com a brincadeira, e tudo foi filmado e publicado na plataforma virtual Youtube. O vídeo ganhou as redes sociais e viralizou; a alegria contagiou não só as crianças, mas os policiais, e isto transparece no vídeo, que tem 50 segundos de duração.

LeiaMais

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO
ANÚNCIO

Os agentes da PM que participaram da brincadeira foram os soldados Jeberson Silva do Nascimento, Deividy Jhansenn Neto Alves e Marlon da Silva Habeck. O soldado Jeberson declarou ao G1: “Temos que manter uma atitude de proximidade com a população, principalmente com as crianças, adolescentes e jovens, pois não podemos perdê-los para o mundo do crime”..

O vídeo foi gravado pelos policiais, que inseriram a seguinte legenda:

“Elas não lamentam o passado, nem se preocupam com o futuro. Elas simplesmente aproveitam o presente, com tudo que ele oferece. Se dói, choram. Se é bom, distribuem gargalhadas contagiantes. De quem é a responsabilidade de cuidar das crianças? Eu afirmo que de todos nós”


Nos ajude a construir uma mídia independente, apoie o S1N7ESE e receba recompensas e vantagens por isso: clique aqui!


Fonte: G1
Roberto Barricelli

Roberto Barricelli

Jornalista e historiador. Diretor de Comunicação da Liga Cristã Mundial, foi assessor de imprensa do Instituto Liberal (RJ). Desenvolve estudos nas áreas de filosofia, história e ciência política.

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário
avatar
1000
  Se inscrever  
Notificação de
Próximo post
CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO
ANÚNCIO