Quebra de sigilo atinge deputados do PSOL, PT e até líder do governo Wilson Witzel

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro quebrou os sigilos bancário e fiscal dos deputados Márcio Pacheco(PSC), líder do governo Wilson Witzel, Eliomar Coelho(PSOL), Dr. Deodalto(DEM), Waldeck Carneiro(PT), além do presidente da Alerj, André Ceciliano(PT) e o ex-ministro Carlos Minc(PSB).

Todos os citados estão sendo investigados pela Procuradoria-Geral de Justiça por terem foro privilegiado. Márcio Pacheco tem assessores que tiveram uma movimentação suspeita de R$ 25,3 milhões, segundo o Coaf.

LeiaMais

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO
ANÚNCIO

O relatório do Coaf foi produzido no âmbito da Operação Furna da Onça, um desdobramento da Operação Lava Jato, no Rio.


Nos ajude a construir uma mídia independente, apoie o S1N7ESE e receba recompensas e vantagens por isso: clique aqui!


Conteúdo relacionado

Deixe um comentário
avatar
1000
  Se inscrever  
Notificação de
Próximo post