Paulo Preto condenado na Operação Lava Jato

O operador financeiro do PSDB foi condenado antes que o processo prescrevesse

O operador financeiro do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), Paulo Preto (70 anos), foi condenado na Operação Lava Jato de São Paulo por peculato e associação criminosa. O tucano desviou recursos que deveriam ser repassado às indenizações de moradores pela obra do Rodoanel Sul e de expansão da Avenida Jacu Pêssego.

A juíza Maria Isabel do Prado, da 5 Vara Criminal de São Paulo, condenou Paulo Preto a 145 anos e oito meses de prisão, nesta quarta-feira (6), pelo desvio de R$7,7 milhões. Durante interrogatório em outubro de 2018, o ex-operador do PSDB se comparou ao ex-presidente Lula, se disse humilhado durante o período no qual ficou preso em regime fechado, reclamou da mídia e negou as acusações de ameaças a testemunhas.

LeiaMais

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO
ANÚNCIO

A juíza já havia condenado Paulo Preto na quinta-feira (28) passada pelos crimes de cartel e fraudes em licitações no Rodoanel e na Prefeitura de São Paulo. A condenação lhe proporcionará mais 27 anos de prisão, totalizando 172 anos atrás das grades ao tucano – que pela lei brasileira poderá cumprir até 30 anos.


Nos ajude a construir uma mídia independente, apoie o S1N7ESE e receba recompensas e vantagens por isso: clique aqui!


Fonte: R7

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário
avatar
1000
  Se inscrever  
Notificação de
Próximo post
CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO
ANÚNCIO