Líder do Partido Popular quer fim da atual Lei de Aborto na Espanha

Legalização do aborto foi implantada em 1985 pelo Partido Socialista Operário Espanhol e aumentada pelo mesmo em 2010

Pablo Casado é o líder do Partido Popular, considerado o partido conservador da Espanha, e prometeu revogar a atual lei do aborto, aprovada em 2010, e substituí-la pela lei anterior, de 1985, mais restritiva. A lei atual permite o aborto até a 14ª semana de gestação, independente do motivo, enquanto a de 1985 permitia o aborto em caso de estupro, risco à vida e/ou saúde psíquica da mãe e malformação do feto.

A lei do aborto de 1985 foi aprovada durante a administração do socialista Felipe González, enquanto a lei de 2010 foi durante o consulado de Rodriguez Zapatero, do Partido Socialista Operário Espanhol, mesmo partido de González. A legalização do aborto é uma pauta da esquerda em todo o mundo, mas especialmente no Ocidente.

LeiaMais

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO
ANÚNCIO

Casado afirma que o PP aposta numa cultura “progressista” pró-vida e chama a atual, patrocinada pela esquerda espanhola, de “inverno demográfico”, que coloca a perigo o sistema de segurança social, da saúde e de pensões, pois para que o Estado arque com esses custos é necessário que cidadão produzam e paguem impostos. O presidente do PP defende incentivos à maternidade, habitação e conciliação conjugal, e acusa os socialistas de utilizarem a lei do aborto como estratégia divisiva e que abre caminho à revisão da memória histórica e a eutanásia.

Penso que temos de fazer uma análise sobre que sociedade estamos a construir e sobretudo do péssimo desempenho da esquerda, se queremos financiar as pensões e a saúde, temos de pensar em como ter mais filhos e não em como abortá-los“, declarou Casado.

Segundo o Instituto de Política Familiar da Espanha, a cada 5,5 minutos um aborto é realizado neste país, sendo 258 abortos por hora, sendo uma das principais causas de mortalidade, junto com problemas cardiovasculares e o câncer.


Nos ajude a construir uma mídia independente, apoie o S1N7ESE e receba recompensas e vantagens por isso: clique aqui!


Fontes: Diário de Notícias ACI Digital

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário
avatar
1000
  Se inscrever  
Notificação de
Próximo post