Deputada de esquerda mente sobre números de aborto a jornal europeu

A mentira foi contado ao Diário de Notícias, jornal português

A deputada galega Ángela Rodriguez, inclusa no grupo parlamentar do partido de extrema-esquerda da Espanha – o Podemos – em resposta ao opositor considerado conservador, Pablo Casado, líder do Partido Popular (PP), declarou que “os abortos diminuem a cada ano, é uma tendência em baixa”.

Mas a deputada mentiu, apesar de haver estatísticas que ‘demonstram’ a diminuição anual dos números. O que a deputada omitiu foi o facto de que desde a legalização até a 14ª semana de gravidez, a quantidade de abortos químicos aumentou, sendo que a realização do procedimento deixou de ter a obrigatoriedade de acompanhamento médico e autorização legal.

LeiaMais

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO
ANÚNCIO

De acordo com o relatório “O aborto na Espanha, 30 anos depois: 1985-2015“, nos 20 primeiros anos houve 2.1 milhões de abortos, enquanto entre 2005 e 2015 foram 1.1 milhão, ou seja, de 105 mil ao ano (média) nos primeiros 20 anos, aumentou ligeiramente para 110 mil ao anos, nos dez anos seguintes. No primeiro ano da legalização foram 17.766 abortos, enquanto no último ano com registos confiáveis foram 108.690 abortos – 512% de aumento.

Mas há números apontando tendência de queda após a legalização até a 14ª semana, independente da motivação; isso ocorreu por causa da maior dificuldade em registrar a quantidade de casos pela ausência da necessidade de autorização legal, registros, acompanhamentos médico etc, mas ainda pode ser medido pela quantidade de substâncias abortivas vendidas, o que demonstra tendência ao aumento, contrariando oficialmente a deputada de esquerda.

A mentira foi contada pela deputado ao Diário de Notícias (DN), jornal português, durante matéria sobre recentes declarações de Casado acerca do tema.


Nos ajude a construir uma mídia independente, apoie o S1N7ESE e receba recompensas e vantagens por isso: clique aqui!


Fonte: Diário de Notícias
Roberto Barricelli

Roberto Barricelli

Jornalista e historiador. Diretor de Comunicação da Liga Cristã Mundial, foi assessor de imprensa do Instituto Liberal (RJ). Desenvolve estudos nas áreas de filosofia, história e ciência política.

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário
avatar
1000
  Se inscrever  
Notificação de
Próximo post
CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO
ANÚNCIO