CENSURA: PT e PSOL pedem bloqueio do WhatsApp até as eleições

Depois do jornal Folha de São Paulo publicar uma matéria que acusa “empresários de bancar campanhas contra o PT pelo WhatsApp”, o PT, PSOL e o PDT entram com pedido no TSE para suspender o mensageiro mais popular do Brasil, usado por mais de 120 milhões de brasileiros.

O PSOL entrou com uma representação pedindo que o Tribunal Superior Eleitoral determine que o WhatsApp providencie em até 72 horas mecanismo que restrinja o serviço do aplicativo, limitando-se ao máximo possível, o compartilhamento de mensagens, o encaminhamento e transmissão de mensagens e o tamanho de novos grupos na rede.

LeiaMais

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO
ANÚNCIO

A medida é justificada para “garantir o equilíbrio e lisura da disputa presidencial”. O partido requerer ainda que, se o TSE entender que as limitações não são suficientes para o equilíbrio do pleito ou que não dê tempo para implementar, a Corte determine o bloqueio do WhatsApp no país de sábado (20/10) até o fim das eleições.


Haddad, candidato à presidência do PT, também entra com pedido no TSE para censurar o WhatsApp:

Trecho do pedido de Haddad para censurar o WhatsApp

Fica evidente que essa acusação, ainda que não tenha provas e seja arquivada, vai servir para justificar diversos atos e movimentos da esquerda nos próximos capítulos dessa novela…

Vamos aguardar as próximas cenas!

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO
ANÚNCIO

Nos ajude a construir uma mídia independente, apoie o S1N7ESE e receba recompensas e vantagens por isso: clique aqui!


Conteúdo relacionado

Deixe um comentário
avatar
1000
  Se inscrever  
Notificação de
Próximo post