Após protestos contrários à sua presença em Portugal, Jean Wyllys diz que não teria sossego no país

Protestos foram organizados pelo partido de direita PNR

Nos dias 26 e 27 de fevereiro de 2019, o Partido Nacional Renovador (PNR) realizou protestos em frente à Universidade de Coimbra (26) e a Casa do Alentejo (27), em Lisboa, contrários à presença do ex-BBB e membro do Partido Socialismo e Liberdade, Jean Wyllys, que palestrou nas instituições, bancado pelo dinheiro dos pagadores de impostos portugueses.

No primeiro protesto, um dos líderes do PNR recebeu uma “chuva” de purpurina de uma manifestante de esquerda, enquanto um membro do partido respondia do lado de dentro da universidade, arremessando um ovo contra o ex-BBB, que só não o acertou devido à interceptação feita por um dos seguranças.

LeiaMais

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO
ANÚNCIO

No segundo protesto, um dos membros do PNR, infiltrado dentro do auditório de esquerda que assistia à “palestra” de Jean Wyllys, retirou o casaco, mostrando uma camiseta com a imagem do Presidente do Brasil e gritou “ Jair Bolsonaro”, sendo expulso logo após o ocorrido, e ouvido xingamentos e ameaças.

Em ambos os protestos houve a presença de brasileiros de direita, residentes em Portugal, e de apoiadores incondicionais Após essas ações, Jean Wyllys declarou que nem cogita refugiar em Portugal, pois


Nos ajude a construir uma mídia independente, apoie o S1N7ESE e receba recompensas e vantagens por isso: clique aqui!


Fonte: PNR

Conteúdo relacionado

1
Deixe um comentário
avatar
1000
1 Tópicos de comentários
0 Respostas de tópicos
1 Seguidores
 
Comentário com mais reações
Tópico mais comentado
1 Autores de comentários
Sandra Autores recentes de comentários
  Se inscrever  
mais novos mais velhos mais votado
Notificação de
Sandra
Visitante
Sandra

Se refugiar de que? Nós queremos é saber quem mandou matar bolsonaro.

Próximo post
CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO
ANÚNCIO