Falemos sobre Aborto (II) – Com Silvânia Melo (Bióloga)

Roberto Lacerda Barricelli: Por que escolheu a área de biologia?

Silvânia Melo: Na verdade não foi bem uma escolha, sempre gostei da área e em dado momento tive a oportunidade de fazer o curso de licenciatura. Acabei abraçando a oportunidade e gostando ainda mais.

LeiaMais

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO
ANÚNCIO

Roberto Lacerda Barricelli: Qual o peso do juramento do biólogo?

Silvânia Melo: Atualmente o graduado em licenciatura, que é meu caso (onde o foco é a educação) utiliza o mesmo juramento do Bacharelado estabelecido na Resolução CFBio nº 03/1997:

“JURO, PELA MINHA FÉ E PELA MINHA HONRA E DE ACORDO COM OS PRINCÍPIOS ÉTICOS DO BIÓLOGO, EXERCER AS MINHAS ATIVIDADES PROFISSIONAIS COM HONESTIDADE, EM DEFESA DA VIDA, ESTIMULANDO O DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO, TECNOLÓGICO E HUMANÍSTICO COM JUSTIÇA E PAZ”.

No próprio juramento há uma ênfase sobre a defesa da vida, ou seja, exercer a profissão quer em sala de aula ou no campo científico direto, estimulando o desenvolvimento, conhecimento científico, mas respeitando a ética, a justiça e a moral. Sem esses pilares qualquer profissional se tornaria mercenário e apto a cometer barbáries.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO
ANÚNCIO

Roberto Lacerda Barricelli: Biologicamente, por que ser contrária ao aborto?

Silvânia Melo: A Biologia é o estudo da vida e dos organismos vivos: reprodução, estrutura, crescimento, funcionamento, origem, evolução, distribuição, bem como suas relações com o ambiente e entre si. E o objetivo? Compreender o funcionamento do nosso ecossistema, que por sua vez, se torna essencial para a sobrevivência humana. Se estamos estudando a vida, pesquisando-a e compreendendo seu funcionamento para desenvolver melhores formas de sobrevivência e harmonia entre homem e seu habitat (erradicar epidemias, melhorar a expectativa e de vida e saúde), qual a lógica de interromper a mesma justamente no período gestacional humano onde ela (a vida) se mostra com nitidez e beleza? O período gestacional é um processo de desenvolvimento de outra vida humana, o corpo da mulher é um habitat necessário provisório para seu desenvolvimento e, portanto, a interrupção desse desenvolvimento significa ceifar uma vida, o que seria incoerente com o estudo biológico e com a bioética.

Roberto Lacerda Barricelli: Em que momento podemos dizer que há vida e por quê?

Silvânia Melo: Considerando que a vida seria um sistema fechado de redes interativas de componentes organizados, porém aberto para trocas de matéria e energia com o ambiente externo, definir exatamente o que é vida e onde exatamente ela começa ainda é nebuloso no campo científico. “Um ser vivo é um organismo de alta complexidade que nasce, cresce, alcança a capacidade para se reproduzir e morre”. Uma célula, portanto é um organismo vivo, nasce, cresce, multiplica e morre. Um conjunto delas formam tecidos que formam órgãos que por sua vez forma um sistema e um corpo, portanto em todo nosso corpo há vida e não seria diferente com um embrião.

Roberto Lacerda Barricelli: Qual a atuação da bioética na preservação da vida?

Silvânia Melo: A bioética é o conjunto de valores morais e éticos que delimitam o biólogo ou cientista á práticas abusivas no exercício de sua profissão. A bioética engloba questões essenciais para um desenvolvimento científico justo, honesto e defensor da vida, tais como: a legitimidade moral do aborto ou eutanásia, utilização de seres vivos em experimentos, as consequências de pesquisa e prática no campo genético: células tronco, transgênicos, clones, replicações de DNA, etc. O princípio da bioética é: Fazer o bem, sem causar danos, ou seja, desenvolver soluções sem causar prejuízos.

Roberto Lacerda Barricelli: O valor da vida de Seres Humanos e demais animais deve ser equiparado? Por quê?

Silvânia Melo: Seres humanos e demais animais fazem parte do mesmo reino: Animalia. Porém estar no mesmo reino, não significa que somos iguais, por isso que temos categorias taxonômicas (grupos de organismos agrupados por suas semelhanças) mais restritas, como filo, classe, ordem, família, gênero e espécie. Seres humanos têm: consciência, inteligência e capacidade para analisar seus atos, executar suas tarefas, etc. Através da inteligência e habilidades, o ser humano atinge realidades imateriais e incorporais. Ex: a verdade, o tempo, o espaço, o bem, a virtude etc. Somos seres racionais e, portanto, nossa vida não pode ser equiparada a outra vida irracional. O valor da vida humana está no topo de toda criação. 

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO
ANÚNCIO

Roberto Lacerda Barricelli: O que você diria aos biólogos e biólogas que defendem o aborto?

Silvânia Melo: Eu diria que estão sendo incoerentes e indo contra o juramento que fizeram. Se o embrião humano é uma vida, ele também precisa de defesa. Sua vinda para o mundo externo é um direito fundamental.

Silvânia Melo é Graduada pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) no curso de Licenciatura em Ciências Biológicas


Nos ajude a construir uma mídia independente, apoie o S1N7ESE e receba recompensas e vantagens por isso: clique aqui!


Conteúdo relacionado

4
Deixe um comentário
avatar
1000
4 Tópicos de comentários
0 Respostas de tópicos
4 Seguidores
 
Comentário com mais reações
Tópico mais comentado
4 Autores de comentários
TEN CEL FONTANA - IIº EXERCITO - SPLuiz Antônio SilvaAlexandreAlexandre Autores recentes de comentários
  Se inscrever  
mais novos mais velhos mais votado
Notificação de
Alexandre
Visitante
Alexandre

parabéns…muito bem explanado..coerente com mençoes científicas e éticas

Alexandre
Visitante
Alexandre

muito bem explanado…com mençoes cieníficas e éticas.parabens

TEN CEL FONTANA - IIº EXERCITO - SP
Visitante
TEN CEL FONTANA - IIº EXERCITO - SP

CONGRATULATIONS DESDE UKRAINE…

Luiz Antônio Silva
Visitante
Luiz Antônio Silva

Quanta competência… A entrevista é a soma da capacidade técnica da profissional e do amor pela vida… o Resultado é uma aula de comportamento humano, convivência harmoniosa e alerta para repensarmos nossas atitudes… Parabéns!!!

Próximo post