O que o Rei Leão tem a nos ensinar?

A batalha de Simba contra Scar no alto da Pedra do Rei

Uma das coisas mais comuns que há, quando converso com amigos meus que viram e adoram o filme O Rei Leão, é que a maioria deles nunca sequer percebeu que a trama central se discorre sobre uma monarquia dinástica carregada de símbolos.

Podem ter percebido que Mufasa era algum tipo de Rei nobre e corajoso, mas nunca perceberam que Scar, seu irmão, era a encarnação mesma do espírito revolucionário moderno: cujo objetivo não está somente no tomar do lugar de seu irmão no trono, mas sim da derrubada da monarquia real hereditária para a instalação de um regime igualitário entre leões e hienas.

LeiaMais

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO
ANÚNCIO

Os mais jovens sequer percebem que a vida de Simba, assim que foge das terras do rei, é a encarnação mesmas de suas vidas hedonistas e irresponsáveis.
Simba é aquele garoto que tem medo da responsabilidade da vida adulta e de seu destino. Simba se esqueceu, assim como nossa juventude, de que é um Leão neste mundo. Passou tanto tempo comendo insetos e raízes que se esqueceu do gosto da carne e de sua verdadeira natureza. — Natureza esta, recordada por seu pai numa visão.
O chamando para sua responsabilidade, é o ponto alto da trama: o chamado de Mufasa para o retorno de Simba, é o chamado dos nossos pais à responsabilidade da vida adulta; é o chamado para o nosso legado, para a nossa responsabilidade para com o mundo e para com a nossa pátria. — E é por ela que Simba retorna.

O Rei Leão é o retrato dos nossos tempos: da destruição dos símbolos nacionais, da nossa terra, da nossa pátria (herança de nossos antepassados), do imergir das utopias sanguinárias em prol de uma suposta igualdade, que no fundo, se alimenta da destruição das liberdades individuais, da propriedade privada, da vida humana e das consciências. Mas também é o nosso devir: é o nosso chamado à luta até a morte por aquilo que nossos antepassados nos legaram com a suas vidas. É um chamado pelo restabelecimento da ordem, da natureza, da coragem esquecida, da nossa história, do Ciclo da Vida do homem e do seu lugar nele por direito e mercê de Deus.


Nos ajude a construir uma mídia independente, apoie o S1N7ESE e receba recompensas e vantagens por isso: clique aqui!


Conteúdo relacionado

Deixe um comentário
avatar
1000
  Se inscrever  
Notificação de
Próximo post